818: novo disco faz reflexão sobre isolamento social da Covid-19

Em tempos de pandemia provocada pela Covid-19, o isolamento social nos trouxe severas mudanças. Aceitar ou não essas novas condições é um outro debate, mas o fato é que estes últimos meses colocam muitas reflexões

Foi neste cenário que Marcelo D'Amico, músico e compositor, criou seu mais recente trabalho intitulado como 818. São músicas que oferecem uma reflexão sobre a época na qual estamos inseridos e nos adaptando diariamente.


'Facing The Devil' é a primeira faixa e já traz uma novidade: o uso da viola caipira para uma música com letra em inglês, falando sobre encarar seus próprios demônios. Resgatando o sentido usado pelos gregos antigos, a palavra daimónion (demônio) não tinha a conotação negativa que tem hoje. Segundo o poeta grego Hesíodo (séc. VIII a.c.), demônios eram como espíritos de pessoas falecidas e que tinham por missão cuidar, guiar e inculcar conhecimentos aos vivos.


'Facing The Devil II' é uma versão instrumental utilizando violões, slide, baixo e percussão com um ambiente de blues acústico, trazendo na introdução os sons de uma metrópole movimentada. Algo a que estávamos acostumados até pouco tempo atrás, antes das mudanças impostas pela Covid-19 no mundo.


'While' é a terceira e última música deste trabalho que traz em sua poesia uma reflexão um tanto quanto amarga e atual, sobre as incertezas que rondam os pensamentos das pessoas a respeito do Corona Vírus e da sociedade. Uma canção forte e marcada por violões folk também deixa no ar uma bela melodia, dessas que seguimos cantando o dia todo.


O nome 818


O título do single (disco com três músicas) surgiu ao acaso. "Havia escolhido vários nomes mas nenhum me contentava por completo", explica o artista. Assim decide utilizar a duração total da obra, 8 min e 18 seg, como inspiração. E a partir disso alguns 'acasos' definiram essa escolha como a mais acertada.


Foi em 08/18 (agosto de 1918) que surgem as primeiras notícias da gripe espanhola na então capital do Brasil: Rio de Janeiro, uma epidemia rememorada atualmente. Para quem acredita em numerologia e anjos cabalísticos, uma pesquisa nos traz significados relacionados com mudança, o fim de uma fase, em processo de cura, e início de algo novo. Alguns autores atrelam o número 818 ao Karma, como uma lei do universo que diz: você recebe aquilo que merece.


Estes significados e outros foram destilados numa conversa entre Leandro Ferra e o compositor Marcelo D'Amico. "Foi este diálogo que tornou definitiva a escolha do nome, uma série de coincidências que, factuais ou não, tinham muito a agregar ao contexto do disco", explica Marcelo.


A capa


A imagem da capa traz uma estrada vazia, numa fotografia em tons de cinza, refletindo este atual momento. No chão está estampado o número 818 de acordo com a antiga escrita da civilização Maia, um outro assunto rememorado recentemente com a antiga previsão sobre o apocalipse do ano de 2012 dos Maias. Um trabalho gráfico que nos permite questionar: onde estamos e para onde estamos indo?


Onde encontrar


Este lançamento e outros trabalhos musicais de Marcelo D'Amico foram lançados em 45 plataformas de streaming em mais de 200 países pelo mundo.

Ouvir: http://ffm.to/7rqzwaj.ois

1 comentário

Siga-nos:

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • Ícone do Instagram Branco
  • Branca Ícone Spotify
  • Branca Ícone Deezer
  • Branca ícone do iTunes
  • Branca Ícone Amazon
  • Branca Ícone Tidal
  • Ícone do Youtube Branco

© por Marcelo D'Amico.